sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Sou casada há 14 anos, casei com 18.

Bom dia
por motivo de união estável solicito a retirada das minhas fotos:


Grato pela compreensão .

Aline
Retirem ... rsrs

alineflorcasada@gmail.com

 Você é do Haiti? Envie suas fotos e vídeos para o Dr. Ménage.

 Envie suas fotos e vídeos para;
Skype: drmenage


quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Gostaria de você me desse sua opinião sincera.

Bom dia
por motivo de união estável solicito a retirada das minhas fotos:


Grato pela compreensão .

Aline
Retirem ... rsrs


alineflorcasada@gmail.com
 Você é da Jamaica? Envie suas fotos e vídeos para o Dr. Ménage.
 Envie suas fotos e vídeos para;
Skype: drmenage



segunda-feira, 20 de agosto de 2012

domingo, 19 de agosto de 2012

De casa para a balada, da balada para casa!


Esta experiência aconteceu quando eu morava na Inglaterra e definitivamente é uma história que merece ser compartilhada.


Tenho um casal de amigos Lu e Fred, ele com menos de 1.80m, branco, olhos claros, corpo proporcional, na época, + - 30 anos, ela, com + - 1,75m, loira, cabelos longos até o meio das costas, ondulados, olhos castanhos claros, seios médio, coxas bem torneadas, bunda que não nega sua origem brasileira, enfim muito linda, sexy, atraente e na época com + - 23 anos. Eu, 1,82m 78 kg moreno, olhos castanhos, em forma, na época com 33 anos.


Nos conhecemos em um curso que fazíamos, nossa amizade foi se estreitando por interesses em comum e sempre saíamos com nossos amigos, com alguém que eu estivesse ficando, para baladas, parques, fazíamos jantares na minha casa ou na casa deles enfim, tínhamos uma amizade a moda brasileira.


Num sábado combinamos de eu passar na casa deles, pois eu havia acabado de voltar do Brasil de férias e precisávamos colocar o papo em dia, etc. Por volta das 16h horas fui a casa deles e levei comigo uma cachaça, afinal caipirinha em companhia dos amigos não em preço. Na casa do casal conheci Fábio e uma amiga dele, Danielle. Danielle havia se mudado para a cidade há pouco tempo e seria uma excelente oportunidade para fazer novos amigos e se ambientar etc.


Fabio com + - 1,80m, forte, tinha uns 100 kg, cabelos castanhos, na época + - 28 anos e Danielle também com + - 1,80m e levemente cheinha, cabelo castanho escuro, olhos castanhos e + - 22 anos.


Começamos preparando uma caipirinha e fomos ate a cachaça acabar, comemos algo preparado por Fabio, continuamos bebendo o que tinha na casa, ate que decidimos, por volta das 20h, sair para uma balada próxima.


Nessa tarde rimos muito, contamos varias historias embalados pelas bebidas e ouvimos um pouco mais de cada um como velhos amigos. Fomos reconstruindo essa teia que se forma entre amigos, como e onde se conhecem e passam a se relacionar uns com os outros etc. As meninas conversavam bastante como se fossem velhas amigas e nos três também falávamos bastante. Em um dado momento, Lu, com ar de embriagues, se vira pra mim e pergunta, para minha surpresa e na frente de todos, meio que em tom de brincadeira, se eu ficaria com ela se Fred permitisse. A pergunta soou esquisita dado que havia outras pessoas que eu não tinha tanta intimidade e achei prudente tentar sair pela tangente e respondi que meu amigo era privilegiado e eu não merecia tanto. Após as devidas risadas o assunto foi por outro caminho ate que mais tarde saímos para a balada.


Na balada dançávamos, bebíamos cerveja, tudo parecia despretensioso, somente uma balada entre amigos quando Lu e Danielle começaram a cochichar e se insinuar para nos 3. Com olhares safados e movimentos sensuais dançavam juntas nos provocando, foram se aproximando como que numa provocação e passaram a fazer com cada um de nós Fred, eu e Fabio sanduíches uma pela frente a outra por trás. A coisa foi esquentando e então passaram a dar beijinhos e passar a língua no pescoço, bochecha, orelha e a mão no peito, coxa, bunda etc. e faziam movimentos cada vez mais intensos rebolando numa pegação dupla, elas se olhavam e se divertiam com isso. Nós três eu, Fred e Fabio éramos as vitimas dessa deliciosa brincadeira e há principio eu e Fabio ficamos um pouco ressabiados, pois Lu e Fred era o único casal e não queríamos ter um desentendimento por causa de uma brincadeira “inocente”, porem Fred também se divertia com Danielle com o consentimento de Lu e por fim acabamos eu e Fabio entendendo que estávamos liberados e passamos a retribuir as pegadas de Lu. Lu, passou a não ser exclusividade dele e ai a coisa foi tomando vários formatos, passamos a cada dois nos divertir com uma menina e vice-versa por fim às vezes estávamos os três fazendo um sanduiche tendo como recheios as duas. Então a pegação ficou mais intensa e as mordidas nas orelhas, bochechas, etc. e passadas de mão e encochadas estavam liberadas para todos como quisessem. Essa pegação foi ficando bem excitante e divertida e não escondíamos nossa excitação e ficamos bastante tempo nos embalos da musica, cerveja e da brincadeira.


Por volta da meia noite Fábio disse que precisava ir embora, pois tinha compromisso no dia seguinte pela manha. Danielle acabou acompanhando-o, pois disse que não conhecia a cidade direito e educadamente recusou o convite de para ficar conosco aproveitando a balada e dormir ou na minha casa ou na casa do casal.


Estávamos desfalcados, achei que a brincadeira iria acabar ali, mas com iniciativa de Lu continuamos dançando coladinhos e claro a nossa pegação. Eu e Lu com o a participação e consentimento de Fred, ora ela de frente para mim e hora de frente para Fred e as esfregadas eram cada vez mais intensas e mais fortes, minha excitação já era visível e percebida há muito. Lu e Fred então começaram a ficar mais ardentes e provocativos começaram a se beijar de leve e ela a me olhar de maneira provocativa, depois com mais intensidade e a fazer cochichos nos ouvidos um do outro. Confesso que sentia aquela bunda linda se esfregando no meu pau e estava louco para devora-la ali mesmo. Em um determinado momento Lu após cochichar no ouvido de Fred se vira e sussurra algo que eu não entendi, grudou no pescoço tascou um beijo de língua e disse no meu ouvido que Fred não se importava, que tinham um relacionamento liberal que sempre estavam juntos nas suas escolhas e eu estava na mira deles. Finalmente entendi e realmente fiquei a vontade com a pergunta feita à tarde.


Fiquei mais descontraído e passei a pegar Lu sem nenhuma cerimônia, decidimos ir para a casa deles, pois era mais perto que minha casa. Paramos em algum lugar para comer algo e seguimos.


Lu estava particularmente deliciosa, falou que tinha adorado sair para dançar e finalmente era hora de se divertir de verdade. Chegando em casa foi logo deixando o casaco de frio de lado mostrando seu lindo corpo cheio de curvas. Olhou maliciosamente para Fred disse que precisava de um banho e me puxou para o banheiro.


Seguimos para o banheiro e la começamos a despir um ao outro trocando beijos ainda mais devoradores e caricias da forma mais intensa possível. Lu é linda e confesso que naquele momento tive a certeza de que o sonho de tê-la para o meu prazer seria realizado. Tirar cada peca de roupa daquela maravilhosa mulher e sentir minhas mãos e língua percorrer o seu corpo quase me levou ao gozo. Logo Fred apareceu e com sorriso de aprovação e satisfação ficou nos observando.


Fomos para debaixo do chuveiro e Fred nos acompanhou, juntos demos banho em Lu e essa retribuiu o banho a cada um de nos. Durante o banho dividimos Lu e pude beijar, sugar aqueles lindos seios, chupar beijar e penetrar com minha língua aquela linda bucetinha, e aquele cuzinho maravilhoso. Em troca das nossas caricias Lu nos presenteou com uma chupada maravilhosa, hora em um, hora no outro, com sua língua e boca lambia magistralmente sugava nossas ferramentas. Eu acariciava os lábios dela, pegava-a pelo pescoço fazendo com que engolisse meu pau por completo, passava as mãos pelos seus seios e sentia sua língua magistralmente saboreando meu pau. Suas mãos acariciavam nossos corpos, hora eu, hora ele, o tesao era incontrolável e Lu fazia questão de roçar sua bunda e sua bucetinha no meu pau me levando a loucura. Ali mesmo começamos a foder, Lu virou se de costas pra mim e foi ajeitando o meu pau em sua deliciosa bucetinha, apoiou-se em Fred e começou os movimentos hora lentos para sentir cada pedacinho da minha vara a invadindo hora engolindo com forca para te-lo o mais fundo que pudesse ate explodir de tesao em um gozo quase interminável. Não sei por quanto tempo ficamos ali.


Terminamos o banho e fomos para o quarto para continuar o que parecia um sonho. Nos secamos, Fred abriu uma gaveta e pegou uma caixa de camisinhas e jogou na cama, nos serviu um vinho e beijou sua namorada. Deitei puxei Lu para cima de mim e a acariciei, ao beijos anunciei que iria chupar sua bucetinha lisinha e deliciosa, Lu sorriu e se posicionou em 69 veio com sua boca sugando tudo o que podia de todas as formas. Eu sentia sua língua indo em todas as direções no meu pau, hora subia, hora descia, sentia seus lábios beijando a cabeça e hora engolindo meu pau por completo, na sequencia chupadas e beijos nas minhas bolas e em todo o meu pau. Eu por sua vez acariciava aquela bucetinha lisinha e linda com minha língua, penetrava, sugava, lambia beijava enfim fazia tudo que tinha direito além de ir acariciando aquele cuzinho lindo, sugava o seu cuzinho como se fosse o ultimo na minha vida. Cada vez que acariciava seu cuzinho com minha língua Lu se contorcia e soltava suspiros e gemidos de prazer intenso. Ela gozou novamente e eu me segurava como podia para retardar o meu gozo, Fred contemplava sua namorada batendo uma punheta ao lado.


Mudamos de posição a coloquei de franguinho assado, coloquei uma camisinha e fui lentamente penetrando aquela maravilha de bucetinha olhando fixamente nos olhos de Lu que os abria e fechava e fazia bicos e caras de prazer ate que eu a penetrasse por completo. Ficamos ali fodendo deliciosamente eu indo mais fundo que podia em ritmos diversos para não gozar de tanto tesao. Lu se contorcia e apertava o meu pau o máximo que podia, Fred resolveu participar da festa dando sua ferramenta para sua namorada chupar o que ela fez com maestria enquanto este parecia não se aguentar de tesao em ver sua namorada sendo fodida e chupando seu pau deliciosamente ao mesmo tempo. Lu se contorcendo e estremecendo chegou ao novamente ao seu segundo gozo eu não parei prolongando o prazer daquela maravilha por mais tempo que podia. Desconectamos-nos e tiramos um tempo para relaxar, Fred nos serviu um vinho acariciou e beijou sua namorada.


Resolvemos trocar de posição, troquei a camisinha e Lu veio me cavalgar, uau que tesao imenso receber aquela linda mulher sentando na minha vara lentamente engolindo cada centímetro daquele que era o melhor brinquedo que ela poderia ter naquele instante. Lu com as mãos no meu peito rebolava de todas as formas que podia se exibindo para mim e para seu namorado, socava sua bucetinha no meu pau com todas as suas energias enquanto entre gemidos e sussuros dizia ai que tesao, ai que tesao..., olhava com cara de putinha vadia para o seu namorado que lentamente batia o que parecia ser a mais deliciosa punheta do mundo e falava para ela quase que em sussurro fode gostoso fode minha putinha, fode gostoso fode minha putinha... Eu acariciava e penetrava levemente o cuzinho de Lu com meus dedos e chupava e mordiscava aqueles maravilhosos seios. Ficamos um tempo assim ate que ela depois de seguidas gozadas caiu sobre meu peito. Continuamos trocamos beijos e caricias, relaxamos com mais vinho servido por Fred.


Lu parecia possuída, assim que se reestabeleceu se estivou como uma gata segurou firmemente no meu pau, parecia querer tê-lo sob seu controle todo, começou a punhetar e me beijar na boca, foi descendo com sua boca pelo meu queixo, peito, ficou brincando com meus mamilos, quase me tirando o fôlego, continuou descendo pela minha barriga ate chegar ao meu pau e mais uma vez começou a apertar e chupar de forma intensa. Nosso tesao parecia ser infindável, acariciar aqueles cabelos loiros longos e ondulados era indescritível, sentir aquela pele macia, cheirosa e aveludada colada no meu corpo me mantinha com o pau duro quase a ponto de explodir, sentir suas caricias e sussurros safados e seus olhos de putinha pedindo para come-la mais e mais me deixava louco. Fred não ficou imóvel, ao ver a linda bucetinha e cuzinho de sua namorada desocupados se posicionou para acariciar e sugar a bucetinha depilada de Lu enquanto ela com toda a vontade do mundo chupava meu pau. Ele chupou Lu da forma mais vigorosa que pode ate que ela gozasse novamente. Fred aproveitando o momento de tesao sugeriu o que todos queriam naquele instante que ela fosse fodida de 4, não perdemos tempo e nos posicionamos para tal.


Que visão divina foi contemplar a namorada do meu grande amigo com aquele rabo delicioso empinado me olhando com cara de anjo malvado me pedindo com os olhares mais sacanas que já vi “vem, me fode”, quase gozei só de ver aquela bucetinha já melada e aquele cuzinho lindo piscando e pedindo meu pau nele. Não resisti literalmente cai de boca, fiquei sugando, beijando e lambendo hora aquela bucetinha hora aquele cuzinho lindo. Estava hipnotizado pela beleza daquela bunda naquela posição e safadeza de Lu, não conseguia parar de me deliciar e queria ir cada vez mais fundo, queria fazer com que ela sentisse cada vez mais tesao e que aquela foda nunca terminasse. Lu não se dava por entregue, correspondia esfregando da forma que podia aquele rabo na minha cara e forçava cada vez mais para que minha língua fosse mais fundo na sua bucetinha ou no seu cuzinho ate que eu cansei, minha língua já não aguentava mais.


Coloquei outra camisinha e apoiei uma mão aquela bunda fantástica acariciando-a e com a outra fui passando o meu pau, que já estava duríssimo quase explodindo, hora em sua bucetinha hora no cuzinho já dando sinais que mais cedo ou mais tarde comeria aquele rabinho por completo. Coloquei meu pau na portinha daquela bucetinha suculenta e fiquei provocando, colocava a cabecinha de leve e tirava, colocava a cabecinha como que numa estocava e tirava, Lu gemia e me olhava quase que suplicando pedindo que eu colocasse tudo logo, repentinamente dei uma estocada como se fosse um mergulho, levei todo o peso do meu corpo para sua bunda e a penetrei profundamente, o suspiro foi inevitável. A partir daí o circo pegou fogo, Lu revidou socando sua buceta com forca contra o meu pau e me olhava desacaradamente mordendo seus lábios e passando sua língua neles. Segurei firme na bunda de Lu e imprimi um ritmo forte de estocadas bem profundas e bem cadenciadas, ela, por sua vez, se apoiou firmemente e se entregou ao prazer apenas em sussurros fode gostoso, fode gostoso ... mantive alternando o ritmo ate que Lu não resistiu mais começou a revirar os olhos e a gozar. Para não interromper a festa logo ali gozando sem saborear a sobremesa diminuí o ritmo, segurei firma aquela maravilha de bunda ao mesmo tempo, e comecei a introduzir um depois dois dedos naquele cuzinho e a provocar perguntando o que ela queria. Ela fazendo cara de putinha safada insaciável se contorcendo respondia fode ele gostoso fode, fode ele gostoso fode...


Já estávamos fora de si, tirei meu pau da bucetinha de Lu e comecei a tentar colocar naquele cuzinho maravilhoso. Tentava colocar a cabecinha, mas percebia um desconforto de Lu se afastando a cada instante que eu tentava ir mais fundo. Sugeri que ela comandasse a penetração e me posicionei por baixo. Fred gentilmente trouxe um lubrificante passei um pouco no meu pau e ele aproveitou para lambuzar o cuzinho de sua amada. Fiquei deitado ela veio por cima apoiou se com uma das mãos no meu peito encaixou a cabecinha e foi brincando com meu pau no seu cuzinho ate estar bem relaxada e o seu cuzinho engolir ele por completo. A partir daí foi continuar nossa diversão com Lu gemendo e socando meu pau no seu cuzinho cada vez mais fundo e eu respondendo da mesma forma. Lu brincava como podia, “mordia” meu pau com seu cuzinho em toda a sua extensão, rebolava lentamente para sentir meu pau de todas as formas, se apoiava no meu peito e me beijava, mordia meus lábios, se levantava, jogava se cabelo para traz e sentava com forca, olhava para seu namorado e sorria, fazia caras e bocas, mandava beijos e continuava engolindo minha vara com seu cuzinho. Lu meio que se deu por saciada naquela posição, trocamos com Lu enterrada na minha vara, ela ficou deitada de costas no meu peito oferecendo sua bucetinha toda melada ao seu namorado que veio sedento suga-la. Fred já não se aguentando mais de tesao resolveu penetrar sua amada e assim consumar nossa DP. Enfiou seu pau na bucetinha dela e juntos fomos imprimindo nosso ritmo, hora meu pau entrava hora o dele entrava hora os dois juntos, Lu que já estava fora de si simplesmente emitia sons desconexos com a boca semicerrada e poucas reações tentando nos acompanhar, fizemos aquela gata a gozar mais algumas vezes e se entregar por completo.


Tomamos mais um pouco de vinho, servido por Fred, para celebrar aquele momento e ficamos eu e Fred acariciando e beijando Lu. Eu não podia deixar de foder aquele cuzinho de 4, e foi o que pedi para Lu sussurrando em seu ouvido e beijando-a , ela ainda que cansada sorriu descaradamente em saber que a festa não tinha sido encerrada, me beijou na boca me chamou de safado e disse sim com os olhos. Colocamos, desta vez juntos, uma camisinha eu me posicionei por baixo e Lu veio encaixar aquela delicia de cuzinho no meu pau, mudamos de posição, ela ficando de 4 e começamos nossa brincadeira. Lu se entregava e eu a possuía, sentia ela espremendo pau com seu cuzinho, quando ela soltava eu a estocava lentamente e depois rápido, Lu me olhava como uma verdadeira vadia e me provocava rebolando e jogando sua bunda contra meu pau. Segurei em seus cabelos e comecei a puxa-la de encontro a mim como que a domando, ficamos assim por algum tempo brincando variando os ritmos. Fred que acariciava o seu pau com uma punheta, resolveu entrar na festa e se posicionou de maneira que ela pudesse chupa-lo. Lu atendeu e prontamente engoliu o cacete no namorado e o engolia mais e mais a cada vez que eu socava meu mastro em seu cuzinho. O tesao foi aumentando e logo não consegui segurar mais, anunciei que ia gozar, ela pediu que o fizesse em seus seios. Tirei meu pau do cuzinho de Lu tirei a camisinha e segurei meu pau, continuando numa punheta jorrei na barriga e nos seios de Lu, foi uma gozada que parecia nunca ter fim, meu pau doía e parecia adormecido, meu tesao era demais. Depois da ultima gota de porra ela me olhou fixamente com cara de putinha safada e vitoriosa lambendo os lábios, como que dizendo “mais um macho aos meus pés”, espalhou minha porra por seu corpo com a ponta de um dedo e foi cuidar do namoradinho. Segurou firmemente no pau dele e continuou o que seria a punheta final daquela foda ao mesmo tempo em que chupava. Fred não resistiu por muito tempo se contorceu para traz e gozou na boca de sua linda namorada que se manteve firme chupando tudo que podia ate limpar por completo o pau do seu amado. Mais uma vez, Lu olhando nos olhos dele sorriu e agradeceu pela festa, passando a ponta da sua língua no pau de Fred.


Descansamos um pouco estávamos exaustos, tomamos um banho, comemos algo e fomos dormir sem saber que horas eram e tampouco quanto tempo tinha se passado.  Lu dormiu de conchinha comigo e Fred de conchinha com ela. Acordamos já no inicio da tarde, estávamos famintos, comemos um lanche que Lu preparou com nossa ajuda, beijos e caricias. O tesao foi mais uma vez tomando conta de todos e em pouco tempo la estávamos totalmente entregues as caricias e ao prazer. Desta vez Fred que, durante a madrugada, havia ficado na maior parte do tempo assistindo de maneira contemplativa foi mais participativo, revezávamos sua namorada mais freqüentemente e Lu se mostrando insaciável correspondia como havia feito anteriormente. Ficamos o resto da tarde e o inicio da noite transando de todas as formas, sendo Lu o banquete ou nos dois, o banquete dela, quem sabe ate não aguentarmos mais. Tomei um banho me vesti me despedi de Fred agradecendo imensamente pela gentileza e hospitalidade, e de Lu com um beijo intenso que há muito apenas sonhara dar nela e fui pra casa.


Durante o período que morei na Inglaterra tivemos oportunidades de outros encontros e todos tiveram algo de sensacional.



Sinta se a vontade para comentar, caso prefira, escreva para doctormenage@hotmail.com, será um prazer ler sua opinião e responder oportunamente.


Skype:drmenage